Terça-feira, 8 de Junho de 2010

Das horas, horários e relógios

Dez anos e oito a caminho de nove são mais que idades para saber ver as horas. Aprendem na 3ª classe (que tenho sempre que me lembrar de chamar 3º ano para não os ofender...). Ter ou não relógio será opcional mas um fascínio normal nestas idades.
Claro que nesta casa temos os opostos.

A Matilde gosta de relógios e já automatizou o "ver" as horas.

O Afonso nem usa, baralha-se todo a olhar para um relógio de ponteiros, tem que contar 5+5+5 minutos para "calcular" umas 4.25, perde-se entre a contagem em 12 ou 24 horas... eu sei que não é "suposto", mas também sei que aprender, apreender as horas é fácil, mas não lhe é necessário. As horas ele vai ter que saber quando tiver responsabilidades com horários. Mas quanto tempo mais terá para que o tempo (lhe) seja indiferente?

Não é melhor dar-lhe essa liberdade de poder não saber "lá muito bem" ver as horas num relógio?

publicado por joao moreira de sá às 10:29
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De MorMadalena a 23 de Junho de 2010 às 15:52
O tempo controla-nos a vida toda. Dxa q não o controle por enquanto.

Comentar post

Agradecimentos





.links

.Quem?

Arcebispo de Cantuaria Uma mente delirante e não muito normal encerrada num corpo com 40 anos (embora um teste da Sábado diga que na realidade tenho 47). Presentemente desempregado mas com boas perspectivas de conseguir vir a trabalhar num call-center. Escrevo porque não gosto lá muito de falar e como irresponsável que sou, acredito que um dia ainda irei conseguir ser pago para escrever. jmoreiradesa@gmail.com

.A razão porque este belogue existe

Podia ser (mais) culto, ler e reler os clássicos da literatura, devorar ensaios, ler diariamente os jornais nacionais e alguns estrangeiros, assinar as revistas de referência mas diversas áreas do saber. Podia, e gostava, mas era preciso que estivessem reunidas duas condições, ter dinheiro para tal e acima de tudo, não ter filhos de tenras idades. Mas enquanto cada hora dedicada a ler a opinião dos cultos deste mundo sobre as suas (poucas) graças e (muitas) desgraças - do mundo e às vezes dos próprios - representar uma hora a menos de brincadeira, receio que vou continuar a optar por ser culto lá mais para o fim da vida, se lá chegar.






MAIS INFORMÇÃO

.posts recentes

. Pelos olhos dele(s)

. E acham mesmo que é assim...

. Do ler

. Os "perigos" da internet ...

. Estranhos dias

. E por falar em desenhos

. Afonso, o desenhador

. Mas não pode ser o Harry ...

. Diálogos normalíssimos

. Se querem discutir, discu...

.arquivos

.pesquisar

 

.Novos posts por email

Endereço de email:

fornecido porFeedBurner

.subscrever feeds







MAIS INFORMÇÃO

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!