Quinta-feira, 29 de Abril de 2010

Passou-se

Do calor, possivelmente.

- Temos cá Os Lusíadas?
- Por acaso temos, Afonso, vários, mas nesta casa não tenho nenhuma edição para a tua idade.
- Como assim, idade? Não há só um livro dos Lusíadas, do Luís Vaz de Camões?
- Só há um, claro, mas o original é difícil de ler e por isso fazem adaptações para crianças.
- Mas o texto é o mesmo?
- É mas mas mais curto, explicado...
- Mas os versos, são os mesmos ou não?
- Os que aparecem, são.
- Oh pá, oh pai - (agora é assim?) - tens o livro que o Camões escreveu ou não?
Tinha, uma edição dos bons e velhos Livros RTP. Saiu de casa a lê-lo.

Fim de tarde, recolha de descendência no colégio, a senhora directora:

- Então o seu rapaz ainda a ler Os Lusíadas?

Pois, anda e não larga. Ou é do calor ou os 10 anos a chegar. Eu por mim tudo bem.

publicado por joao moreira de sá às 20:10
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Mariana a 29 de Abril de 2010 às 21:29
Descobri agora o seu blogue e acho muito gira a ideia de fazer um blogue sobre os seus filhos.Gostei muito da maneira como fala deles.

Quanto aos lusiadas, quando tinha essa idade obriguei o meu pai a comprar-me os lusiadas. Depois, quando tive de os estudar ja nao achava tanta piada:|
Estes livros nao deviam ser estudados. Deviam ser lidos e apreciados.

Parabéns Mariana
De OMal a 30 de Abril de 2010 às 20:58
parabéns, pequeno arcebispo! um abraço do tio Quadros
De maria veiga a 7 de Maio de 2010 às 11:30
deixa o ler tudo deixa, que eu deixei a minha filha e olha a maluquice que deu

Comentar post

Agradecimentos





.links

.Quem?

Arcebispo de Cantuaria Uma mente delirante e não muito normal encerrada num corpo com 40 anos (embora um teste da Sábado diga que na realidade tenho 47). Presentemente desempregado mas com boas perspectivas de conseguir vir a trabalhar num call-center. Escrevo porque não gosto lá muito de falar e como irresponsável que sou, acredito que um dia ainda irei conseguir ser pago para escrever. jmoreiradesa@gmail.com

.A razão porque este belogue existe

Podia ser (mais) culto, ler e reler os clássicos da literatura, devorar ensaios, ler diariamente os jornais nacionais e alguns estrangeiros, assinar as revistas de referência mas diversas áreas do saber. Podia, e gostava, mas era preciso que estivessem reunidas duas condições, ter dinheiro para tal e acima de tudo, não ter filhos de tenras idades. Mas enquanto cada hora dedicada a ler a opinião dos cultos deste mundo sobre as suas (poucas) graças e (muitas) desgraças - do mundo e às vezes dos próprios - representar uma hora a menos de brincadeira, receio que vou continuar a optar por ser culto lá mais para o fim da vida, se lá chegar.






MAIS INFORMÇÃO

.posts recentes

. Pelos olhos dele(s)

. E acham mesmo que é assim...

. Do ler

. Os "perigos" da internet ...

. Estranhos dias

. E por falar em desenhos

. Afonso, o desenhador

. Mas não pode ser o Harry ...

. Diálogos normalíssimos

. Se querem discutir, discu...

.arquivos

.pesquisar

 

.Novos posts por email

Endereço de email:

fornecido porFeedBurner

.subscrever feeds







MAIS INFORMÇÃO

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!