Quarta-feira, 25 de Março de 2009

O sexo cada vez mais presente

(Nota prévia: para que o título não leve ao engano ou levante falsas esperanças a outros pais que me leiam, que fique claro que lamentavelmente - por mim falo - aquele "cada vez mais" refere-se apenas ao lado teórico como o que abaixo transcrevo e não à sua componente prática que cada dia me prova ser de possibilidade proporcionalmente inversa à curiosidade deles)

- A mãe deve de gostar de fazer sexo com o pai. Ele fa-la rir.
- Oh, achas? As pessoas quando estão a fazer sexo não estão a rir!
- Como é que sabes?
- Saber é claro que ainda sou muito novo para saber, mas não me parece que seja possível fazer sexo e estar a rir ao mesmo tempo.
- Pois. Realmente não tem muita lógica.

Vão teorizando. Daqui a uns anos conversamos...
publicado por joao moreira de sá às 12:49
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De claudia a 26 de Março de 2009 às 10:15
Só para dizer que adorei a nota prévia... e infelizmente, grávida de quase 8 meses e mãe dum terrorista de quase 3 anos, neste momento identifico-me tanto com ela!!!
De GIA a 3 de Julho de 2009 às 14:41
Sendo claramente muito mais ciativo que eu, como explicaria a uma menina de 9 anos o que significa "Vai ser tão bom, não foi?". Já que "Pôr o futuro à frente do passado" não lhe parece correcto...

Comentar post

Agradecimentos





.links

.Quem?

Arcebispo de Cantuaria Uma mente delirante e não muito normal encerrada num corpo com 40 anos (embora um teste da Sábado diga que na realidade tenho 47). Presentemente desempregado mas com boas perspectivas de conseguir vir a trabalhar num call-center. Escrevo porque não gosto lá muito de falar e como irresponsável que sou, acredito que um dia ainda irei conseguir ser pago para escrever. jmoreiradesa@gmail.com

.A razão porque este belogue existe

Podia ser (mais) culto, ler e reler os clássicos da literatura, devorar ensaios, ler diariamente os jornais nacionais e alguns estrangeiros, assinar as revistas de referência mas diversas áreas do saber. Podia, e gostava, mas era preciso que estivessem reunidas duas condições, ter dinheiro para tal e acima de tudo, não ter filhos de tenras idades. Mas enquanto cada hora dedicada a ler a opinião dos cultos deste mundo sobre as suas (poucas) graças e (muitas) desgraças - do mundo e às vezes dos próprios - representar uma hora a menos de brincadeira, receio que vou continuar a optar por ser culto lá mais para o fim da vida, se lá chegar.






MAIS INFORMÇÃO

.posts recentes

. Pelos olhos dele(s)

. E acham mesmo que é assim...

. Do ler

. Os "perigos" da internet ...

. Estranhos dias

. E por falar em desenhos

. Afonso, o desenhador

. Mas não pode ser o Harry ...

. Diálogos normalíssimos

. Se querem discutir, discu...

.arquivos

.pesquisar

 

.Novos posts por email

Endereço de email:

fornecido porFeedBurner

.subscrever feeds







MAIS INFORMÇÃO

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!