Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2007

Ainda os palavrões

 
O problema de combinar que se pode perguntar o significado de todas as palavras que não se percebem, incluindo (sobretudo, diria) palavrões é que estes em concreto são... muitos. E alguns fod...
 
- Pai, o que é foder?
 
(nota mental: entre outras coisas é o que tu me acabas de fazer, filhote)
 
- Lembras-te da conversa sobre sexo? Foder é o palavrão para sexo.
- Como caralho para pilinha e cona para pipi?
- Exactamente.
 
(pois que mais poderia eu dizer?)
 
(mas depois de que serve esta treta toda de tentar educar para depois nos virem dizer que na televisão há um telemóvel fónix?)
 
publicado por joao moreira de sá às 10:22
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De InConsciente a 13 de Dezembro de 2007 às 14:52
Eheheh!!! Bela gargalhada que soltei agora...
De Andreiazinha a 15 de Dezembro de 2007 às 15:41
que fixe!!
Mas e essas perguntas mesmo em frente de uns amigos nossos? mesmo numa altura em que estamos a tentar fazer boa figura... deixar uma boa impressão nossa!!!
De joao moreira de sá a 15 de Dezembro de 2007 às 16:26
É que este "jogo" tem regras, eles sabem que eu ou a mãe lhes explicamos tudo, mas sabem que o propósito é
a) não repetirem, sobretudo fora de casa e em frente a adultos (não é por "mariquice", é porque entre eles, crianças, colegas, é impossivel evitar, nem penso que seja saudavel)
b) não perguntar fora de casa/carro

Por outras palavras: o "doce" de saberem o que significam os palavões (porque afinal, se já os conhecem, mais vale que saibam o significado, acho que é apenas lógico) é terem que levar com o "embrulho" explicativo das convenções sociais, parvas ou não, e regrazinhas de boa educação.

Sob um outro ponto de vista ainda: os meus até podem dizer "foder", "caralho" ou "cona" em publico, mas pelo menos sabem explicar o que é :)
De O Tal a 19 de Janeiro de 2009 às 19:43
O-M-G

X'D

Comentar post

Agradecimentos





.links

.Quem?

Arcebispo de Cantuaria Uma mente delirante e não muito normal encerrada num corpo com 40 anos (embora um teste da Sábado diga que na realidade tenho 47). Presentemente desempregado mas com boas perspectivas de conseguir vir a trabalhar num call-center. Escrevo porque não gosto lá muito de falar e como irresponsável que sou, acredito que um dia ainda irei conseguir ser pago para escrever. jmoreiradesa@gmail.com

.A razão porque este belogue existe

Podia ser (mais) culto, ler e reler os clássicos da literatura, devorar ensaios, ler diariamente os jornais nacionais e alguns estrangeiros, assinar as revistas de referência mas diversas áreas do saber. Podia, e gostava, mas era preciso que estivessem reunidas duas condições, ter dinheiro para tal e acima de tudo, não ter filhos de tenras idades. Mas enquanto cada hora dedicada a ler a opinião dos cultos deste mundo sobre as suas (poucas) graças e (muitas) desgraças - do mundo e às vezes dos próprios - representar uma hora a menos de brincadeira, receio que vou continuar a optar por ser culto lá mais para o fim da vida, se lá chegar.






MAIS INFORMÇÃO

.posts recentes

. Pelos olhos dele(s)

. E acham mesmo que é assim...

. Do ler

. Os "perigos" da internet ...

. Estranhos dias

. E por falar em desenhos

. Afonso, o desenhador

. Mas não pode ser o Harry ...

. Diálogos normalíssimos

. Se querem discutir, discu...

.arquivos

.pesquisar

 

.Novos posts por email

Endereço de email:

fornecido porFeedBurner

.subscrever feeds







MAIS INFORMÇÃO

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!